COMO FUNCIONA NOSSO PROCESSO DE CONTRATAÇÃO

1 Crie uma conta no site
2 Escolha um curso
3 Realize seu pagamento on-line
Caso tenha alguma dificuldade envie e-mail [email protected] Obrigado!

FALE CONOSCO

Seg. a Sex. 9:00 - 18:00
Tel: (11) 3286-4855
[email protected]

Financiamento imobiliário em alta: os números da nova vertical da Loft

14/09/2020 / Categorias Mercado imobiliário , Economia

(Pequenas Empresas, Grandes Negócios – Economia – 14/09/2020)

Mariana Fonseca

 

O mercado de financiamentos imobiliários se recuperou rapidamente dos efeitos econômicos da pandemia. Pelo menos é o que mostra a Loft. O unicórnio que compra, reforma e vende imóveis começou a mediar financiamentos no começo deste ano. Até o momento, viabilizou 360 operações de crédito a um volume acumulado de R$ 165 milhões.

A Loft oferece assessoria gratuita a quem busca um financiamento. O unicórnio entende o perfil do usuário e faz cotações em diversas instituições financeiras, atuando como único ponto de contato para dúvidas no meio do financiamento imobiliário. Em troca, a Loft é remunerada pelos próprios bancos.

O crescimento da vertical de financiamento acompanhou uma melhora na demanda pelo crédito. O volume de financiamentos de imóveis vendidos pela Loft cresceu quase 40% do primeiro para o segundo trimestre de 2020. Dos R$ 165 milhões, 45% foi levantado apenas nos primeiros 70 dias do segundo semestre.

Fernando Gonçalves, diretor de produtos financeiros da Loft, credita os números crescentes a dois fatores. O primeiro é a própria solução da startup, que une a conveniência digital ao atendimento humanizado em caso de dúvidas durante o financiamento. O segundo fator é a queda da taxa básica de juros (Selic), que levou a uma baixa também nas taxas de financiamento.

Para quem já tinha uma entrada guardada, o momento é bom para financiar o resto do valor. Gonçalves acredita em uma estabilização da Selic. "Futuras baixas na taxa de financiamento não virão da taxa básica de juros. Mas vemos uma alta competitividade entre bancos, o que pode levar a uma redução nas cobranças pelo financiamento imobiliário para abaixo de 7% ao ano até o final de 2020."

  • Compartilhe




ACESSE SUA ÁREA DO ALUNO

CRIAR CONTA

ESQUECE OS SEUS DETALHES?

TOPO